descrição

"Um filo-café é um triciclo. Movimenta-se pelos próprios. Não tem petróleo. A sua combustão é activada pelo desejo. Não se paga, não se paga. Apaga-se. E vem outro. Cabeças sem trono. Um filo-café lembra-se. Desaparece sem dor."

10.11.10

filo-café: sacroprofano (reportagem)


1 comentário:

  1. BOAS FESTAS!
    http://imaginacao-ana.blogspot.com
    Ana Maria Borges

    ResponderEliminar